Greve dos caminhoneiros afeta serviços públicos no Norte e Noroeste do Rio

  1. Inicio
  2. Greve dos caminhoneiros afeta serviços...

Greve dos caminhoneiros afeta serviços públicos no Norte e Noroeste do Rio

Aulas estão canceladas desde sexta-feira (25) e empresas de ônibus reduzem número de veículos.


Um protesto de caminhoneiros iniciado no início desta semana em todo o país devido ao preço do diesel afeta parte dos serviços públicos em cidades do Norte e Noroeste do Estado do Rio. Prefeituras estudam cancelar aulas e empresas de ônibus já reduzem o número de veículos nas ruas.

A Prefeitura de Campos dos Goytacazes divulgou nesta quarta-feira (23) que a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Smece) avalia a possibilidade de interrupção das aulas a partir de quinta-feira (24) em algumas unidades por causa do desabastecimento de água e prevê ainda que poderá ter problema com o fornecimento de alimentos destinados à merenda escolar.

O município informou também que a maior preocupação da Secretaria de Saúde é com o abastecimento das ambulâncias por conta da falta de combustíveis nos postos.

O consórcio de empresas de ônibus Planície, que possui o maior número de linhas em Campos, incluindo parte do subdistrito Guarus e a Baixada Campista, divulgou que reduziu o número de veículos circulando nas ruas na tarde desta quarta.

O Grupo Barcelos, responsável pela maior rede de supermercados do Norte e Noroeste, explicou que já está com problemas no abastecimento dos setores de hortifrutigranjeiros, açougue e laticínios.

Em Itaperuna, maior cidade do Noroeste Fluminense, as aulas estão suspensas até o momento e a Viação Santa Lúcia, única que opera no município, informou que retirou das ruas as oito linhas extras entre os horários de 10h e 16h.

A empresa disse que o combustível em estoque está baixo e essa medida vai seguir até que a situação se regularize.

Fonte: G1

 

Light Notícias

Compartilhe esta notícia!

Comentários

Nos envie seu depoimento ou pedido de música, para que possamos mostrar a todos!