Ambulantes estão revoltados por terem que sair do Centro | Light FM

Ambulantes estão revoltados por terem que sair do Centro

  1. Inicio
  2. Ambulantes estão revoltados por terem...

Ambulantes estão revoltados por terem que sair do Centro


Na manhã de terça-feira (22), em uma das salas do Seminário Teológico Batista do Noroeste Fluminense, aconteceu uma reunião entre a Secretaria da Receita do município de Itaperuna e os ambulantes que hoje estão trabalhando na Praça Nilo Peçanha, no Centro da Cidade.

O encontro foi para início do atendimento do Inquérito Civil Público iniciado pelo ministério Público Estadual com intuito de verificar as ocupações irregulares de calçadas e praças da maior cidade do Noroeste Fluminense.

Na oportunidade a secretária da Receita, Martha Valéria Cerqueira de Souza, informou aos ambulantes que o trabalho está sendo realizado, a partir de uma determinação do Ministério Público Estadual, que em agosto do ano passado determinou ao Município que procedesse com um trabalho de desocupação de praças e calçadas atendendo aos interesses coletivos e como medida de proteção ao patrimônio público.

Na reunião com o MP, o representante daquele órgão, destacou que ruas e calçadas há muito tempo vem sendo ocupadas de maneira irregular em detrimento de direitos fundamentais dos moradores da cidade, assim, a Prefeitura, com poder de polícia deveria agir, anulando atos de concessão, permissão ou autorização concedidos.

Em principio, a Secretaria da Receita catalogou e notificou todos os ambulantes que trabalham em vários pontos da cidade para que possam regularizar sua situação. A partir deste cadastramento começou a ser feito uma fiscalização, mais abrangente atendendo a este interesse.

Na reunião desta terça-feira, ficou definido que a Praça Nilo Peçanha será desocupada e que já na segunda-feira, os ambulantes não mais estarão com suas barracas e mercadorias naquele setor da cidade.

Eles estarão de maneira precária, sendo relocados para um espaço na Beira Rio, no Centro, até que um projeto seja concluído para a ocupação e que também atenda aos moradores e clientes daqueles trabalhadores. Ao todo foram cerca de 20 ambulantes que participaram da reunião e que também puderam contribuir com suas reivindicações, que no momento certo, estarão sendo prestigiados.

A ação compões o atendimento ao termo de Ajustamento de Conduta proposto pelo Ministério Público Estadual e também participaram da reunião representantes da Secretaria de indústria e Comércio, e da Guarda Municipal.

Fonte: Itaperuna News

Light Notícias

Compartilhe esta notícia!

Comentários

Nos envie seu depoimento ou pedido de música, para que possamos mostrar a todos!